NICS – UNICAMP

“Ode ao Christus Hipercubus” de Jônatas Manzolli em concerto na Universidade de Aveiro – Portugal

Pioneiro na pesquisa brasileira em computação musical, Jônatas Manzolli apresenta no DeCA a palestra “A arquitetura multimodal da Ode ao Christus Hipercubus” e um concerto, com a participação de Beatriz Maia (voz), Helena Marinho (piano), e do coro Voz Nua, dirigido por Aoife Hiney.

A palestra “A arquitetura multimodal da Ode ao Christus Hipercubus” é apresentada na terça-feira, dia 20 de novembro, no DeCA. A palestra apresenta a pesquisa desenvolvida em torno da composição da Ode ao Cristo Hipercubus que é ancorada numa série de obras descritas como narrativas interativas e que utilizam instrumentos acústicos e digitais, paisagens sonoras virtuais e vídeo. Trata-se de um estudo sobre como espaços virtuais, ampliados com paisagens sonoras interativas e animações digitalmente geradas apresentam-se como um novo suporte para criação musical e para o diálogo com outras áreas do conhecimento.

No mesmo dia, pelas 18h15, decorre o concerto “Ode ao Christus Hipercubus” de Jônatas Manzolii, no Auditório do DeCA. O concerto conta ainda com Beatriz Maia (voz), Helena Marinho (piano), e a participação do coro Voz Nua, dirigido por Aoife Hiney.

A entrada é livre.

Ode ao Christus Hipercubus

A arquitetura da Ode integra música, poesia e vídeo numa performance multimodal que se refere a uma catedral imaginária. O uso de colagens de trechos da música sacra e fragmentos de imagens do Christus de Dalí produz um ambiente para o público construir novas relações de significado com essa obra-prima. O controle computacional durante a performance permite que todos os elementos da performance sejam reconectados e que cada performance da peça seja única.

Jônatas Manzolli

Jônatas Manzolli combina a criação musical contemporânea e as ciências cognitivas.  Esse estudo interdisciplinar resulta em obras eletroacústicas, instrumentais e multimodais. Compositor e matemático, pesquisador 1B do CNPq, professor titular do Instituto de Artes da Universidade de Campinas, Brasil, é pioneiro na pesquisa brasileira em computação musical. Foi pesquisador convidado do Instituto de Neuroinformática, Zurique, Suíça, e do SPECS Group da Universitat Pompeu Fabra, Barcelona, Espanha. É também pesquisador colaborador do CIRMMT, McGill University, Montreal, Canadá. As suas realizações mais importantes focam a delicada relação entre criação contemporânea e sistemas computacionais, incluindo o uso da inteligência artificial com interfaces digitais como na “Ada: Intelligent Space” (2002) e na “Multimodal Brain Orchestra” (2009). As suas composições também incluem obras para grandes cenários instrumentais, como a ópera multimodal “Descobertas” (2016). Jônatas Manzolli recebeu inúmeros prémios e subsídios à pesquisa, incluindo o recente  “Arts & Literary Arts” da Fundação Rockefeller, para atuar como artista residente no Bellagio Center, Itália, em abril de 2018.

Referência: https://uaonline.ua.pt/pub/detail.asp?c=56202&lg=pt

(Visited 9 times, 1 visits today)